Comprometimento X comportamento

Há alguns dias fui convidado, por um empresário, para participar da reunião semanal de sua equipe de vendas. Ao final da reunião o empresário fez uma reclamação sobre o nível de comprometimento da equipe para com as metas e os objetivos da empresa.

Observo que um grande desafio para os empresários, gerentes e líderes é constituir equipes cujo seus membros sejam comprometidos com as tarefas e o alcance das metas da empresa. Para alcançar tal comprometimento os líderes devem avaliar as competências individuais de cada membro da equipe, identificando-as e alocando cada profissional na função adequada. Tal processo permite melhores resultados dos colaboradores e também sua real satisfação na execução das tarefas. 

Certa vez, ao treinar líderes na cidade de Joinville, um dos participantes então Chefe de Produção de uma grande metalúrgica da região, questionou sobre o que deveria fazer com um de seus funcionários. Tal funcionário iniciava sua jornada de trabalho às 05:00 horas da manhã, exatas duas horas antes da chegada de sua chefia. Nessas duas horas o dito funcionário conseguia incomodar a todos os demais colegas e diariamente a chefia recebia reclamações sobre chacotas, críticas e piadas de mau gosto feitas por esse colaborador. Então, perguntei a esse chefe se ele já havia pensado na hipótese de demitir essa pessoa. De imediato ele respondeu: “já pensei, porém, mesmo incomodando tanto, ele ainda é o funcionário que mais produz, há vários anos seguidos.”  Ao ouvir isso apresentei ao meu participante algumas técnicas para conquistar a cooperação das pessoas. Naquela noite treinamos a aplicação dessas técnicas para que ele as pudesse utilizar já no dia seguinte. Ao passar de 3 dias eu recebi um telefonema de meu participante relatando os acontecimentos. Ele me disse que o funcionário continuava falando e interagindo com todos os membros da equipe de produção. No entanto, após meu participante ter-se utilizado das técnicas que treinamos, ele conseguiu transformar as atitudes do funcionário, as quais antes eram geradoras de conflito, em atitudes produtivas também para a equipe.  A equipe estava abismada com a mudança ocorrida no funcionário em apenas três dias. Esse exemplo demonstra que as pessoas podem ser treinadas e melhor aproveitadas em suas competências e habilidades, gerando melhores resultados e maior qualidade de vida para toda a equipe. Para isso é fundamental que você tenha percepção aos sinais, que se utilize de ferramentas adequadas e que esteja verdadeiramente interessado na outra pessoa.

Treinar a percepção e conquistar o comprometimento de outras pessoas é uma, dentre tantas, das competências de liderança que treinamos em nossas salas. Um líder precisa aprimorar sua oratória para melhorar a comunicação e ser melhor compreendido. Um líder necessita treinar técnicas para aliviar o estresse e para tomada de decisões. Necessita também ampliar seu pensamento criativo e sua habilidade de memorização. Precisa cultivar sua diplomacia para ter um melhor relacionamento com pessoas de todas as esferas. O líder deve ter objetivos claros e consistentes e ferramentas para auxiliar no atingimento das metas. Essas são habilidades e competências que necessitam serem treinadas e incorporadas, sendo essa a missão do nosso treinamento.

Volnei Ventura

Nobre Instrutor

#SucessoSempre!